Cinco erros de cervejeiros principiantes e uma dica de mestre de como evitá-los!

Começar a fazer cerveja é um caminho sem volta! Há várias formas, métodos e técnicas diferentes para aprender e, assim como em qualquer aprendizagem, é normal errar no início. Para tranquilizar você e mostrar como essas situações são corriqueiras, listamos os cinco erros mais comuns de quem começa a fazer cerveja (mas que muitos experientes também cometem). No final, deixei uma dica especial para você!


1. Esquecer de higienizar e sanitizar corretamente seus equipamentos

Quando começamos a fazer cerveja, costumamos não dar valor para uma das etapas mais importantes da fabricação de cerveja: a sanitização. Após uma limpeza criteriosa com água e sabão de todos os equipamentos, é necessário sanitizá-los. Qualquer falha neste processo pode resultar em uma contaminação e a perda total da produção. Existem vários produtos diferentes para serem usados na sanitização dos equipamentos, pesquise sobre cada um deles para decidir qual será o melhor para você.


Se você quiser saber mais, confira nosso vídeo sobre sanitização.


2. Não se preocupar com a água utilizada na fabricação

Parece simples, mas a água utilizada para fabricar cerveja requer atenção especial. Além de potável e livre de cloro (você pode usar um filtro de água para isso), ela deve ter alcalinidade baixa e ser livre de metais pesados. Com a ajuda dos sais cervejeiros, também é possível fazer alterações na água com o intuito de alterar o sabor, aroma, espuma, corpo e até a cor da cerveja.


Saiba mais assistindo nosso vídeo sobre água cervejeira.


3. Moer errado o malte

Imagine a cena: você escolhe uma receita para fazer, fica muitas horas pesquisando os insumos que utilizará e decide investir no melhor malte que encontrou. Então, na hora de moê-lo, erra a mão e acaba moendo menos do que deveria. Certamente sua receita perderá a eficiência! Então, na próxima brassagem, você acaba moendo muito mais para evitar o problema. O resultado é um processo de filtragem bem difícil. O pior de tudo? Sua cerveja ganha um off-flavour adstringente bem ruim. Escolha um bom moinho ou compre o malte já moído em uma Brew Shop de sua confiança.


4. Usar um recipiente com pouco espaço na fermentação

Existe um pesadelo que aterroriza as noites de qualquer cervejeiro (especialmente os iniciantes): acordar e ver o krausen saindo pelo airlock! Aquela espuma espessa que se forma na primeira fermentação é rica em proteínas e fermento, mas pode causar muita sujeira quando vaza. Considere que o fermento precisa de espaço para fazer o seu trabalho, então sempre deixe uma área livre (também chamado de headspace) no seu fermentador.


5. Guardar as garrafas de cerveja deitadas

Então você chega ao fim do processo! Sua cerveja já está pronta para ser engarrafa e ir para a geladeira. Não jogue fora todas as horas que você ficou produzindo a cerveja perfeita guardando as garrafas deitadas (mesmo que sejam aquelas com rolha). Ao fazer isso, você aumenta o espaço de contato do líquido com o oxigênio presenta na garrafa, o que acelera o processo de oxidação da cerveja. Lembre-se: garrafa de cerveja sempre em pé!


DICA DE MESTRE!

Tenha um diário de brassagem! Além da receita, anote todas as dificuldades que encontrou no processo de fabricação, os ajustes que realizou e os resultados obtidos. Outros detalhes importantes são as informações de cada um dos ingredientes, como safra, lotes, fornecedor e características especiais. Tudo isso ajudará você a não cometer os mesmos erros e, caso decida repetir a receita, consiga chegar ao resultado esperado.


E você, tem alguma dica para compartilhar com outros cervejeiros?


André Kley Analista Cervejeiro e Sommelier

Cervejeiro caseiro há 10 anos, com mais de seis mil litros de cerveja produzidos na cozinha de casa! Atualmente é Analista Cervejeiro na WE Consultoria.

  • YouTube | Como Fazer Cerveja
  • Facebook | Como Fazer Cerveja

Cadastre-se e fique por dentro das nossas novidades!

O Blog Como Fazer Cerveja é uma iniciativa da WE Consultoria com o intuito de expandir a cultura cervejeira.